Atualizado em 19 de dezembro

Profissionais elegem Professor Luizão para Presidente do Crea-BA

Marcadas por uma ampla participação dos profissionais da área tecnológica, em relação a anos anteriores, as eleições do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia da Bahia (Crea) definiram a escolha do nome do engenheiro civil Luís Edmundo Prado de Campos, conhecido como professor Luizão, para conduzir os destinos da instituição nos próximos três anos. Pela primeira vez, oito candidatos concorreram ao pleito, transformando o processo num dos mais concorridos da história.

Durante todo o dia profissionais se dirigiram a 53 seções de votação, espalhadas por toda a Bahia, para participar do processo eleitoral. Assim como nas eleições gerais, os eleitores tiveram local de votação determinado. Os funcionários do Conselho conduziram os trabalhos das mesas receptoras e escrutinadoras.

WhatsApp Image 2017-12-19 at 211800

Engenheiro civil pela Escola Politécnica da Ufba, Luís Edmundo é mestre em Engenharia Civil (Geotecnia) pela PUC do Rio de Janeiro. Professor titular da Ufba.Coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Civil do Crea-BA –2015/2016 e da Comissão de Educação e Atribuição Profissional (CEAP) –2012/2013.

Para a engenheira civil, Silvana Costa, a questão da agilidade foi o que definiu o seu voto. “Quero ter mais facilidade para resolver as demandas e receber retorno”, observa. O critério do engenheiro agrimensor Rui Sérgio foi a valorização de todas as engenharias. “A nova gestão deve ser mais expansiva em todas as áreas e que possa unir mais os profissionais para que um dia a gente consiga alcançar o mesmo grau de produtividade de outros órgãos de classe”.

Ricardo Gomes da Silva, engenheiro ambiental, quer um ambiente de trabalho melhor. “Espero que a nova gestão seja boa e proporcione ao profissional um melhor ambiente de trabalho e incentivo aos que estão procurando emprego”. O engenheiro florestal, Vladimir Filho, espera que seja priorizada a desburocratização do sistema. “Hoje qualquer inclusão no registro ou solicitação é difícil”, completa.

O mandato do novo gestor do Crea será de 01 de janeiro de 2018 a 31 de dezembro de 2020. O atual presidente do Crea, engenheiro mecânico Marco Antonio Amigo, se despede do Conselho no dia 31 de dezembro, após seis anos de gestão.

Além de Luís Edmundo Prado de Campos, candidataram-se ao pleito os engenheiros João Bosco Ramalho, Joseval Carqueija, Ineivea Farias, Rute Carvalhal, Roberto Enoque, Grimaldo Farias e Antonio Arêas.
Confira os números das eleições:

Presidente do Crea

Luís Edmundo Prado de Campos – 1.175 votos
Joseval Carqueija – 938 votos
Ineivea Farias – 728 votos
João Bosco Ramalho – 569 votos
Rute Carvalhal – 327 votos
Grimaldo Farias – 62 votos
Roberto Enoque – 48 votos
Antônio Arêas – 47 votos

Diretor geral da Mútua-BA

Emanuel Alves Batista – 1.438 votos
Luiz Cláudio Ramos – 1.123 votos

Diretor administrativo da Mútua

Marcos Dantas – 252 votos
Mateus Viana – 126 votos
Francislei Santos – 42 votos

Presidente do Confea

Joel Kruger – 1.676 votos
Jobson Andrade – 584 votos
Murilo Pinheiro – 376 votos
José Ribeiro – 185 votos
Urubatan Barros – 178 votos

 

Fonte: Ascom Crea-BA